5 Erros que podem impedir você de ter uma carreira de sucesso!

Existem comportamentos que podem ser prejudiciais para sua carreira, assim comentam alguns especialista. Segundo estes especialistas a arrogância é o pior deles.

Todos buscamos um caminho que possam nos levar a um futuro brilhante na carreira. Alguns comportamentos podem acabar com os nossos planos de projeção profissional, isso se levados a extremos.

Algumas pessoas acabam se destacando de forma natural devido a seu potencial, mas para não colocar tudo a perder é bom ficar atentos para não colocar tudo a perder com comportamentos disfuncionais, afinal de contas SOMOS CONTRATADOS PELAS COMPETÊNCIAS TÉCNICAS E DEMITIDOS PELAS COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS.

O psicólogo americano Robert Hogam, identificou alguns dos chamados descarriladores de carreiras, que podem fazer com que o futuro promissor de muita gente vá por água a baixo.

1 Medo e Falta de iniciativa.

Tudo que você não controla, Controla você. Um dos grandes inimigos dos avanços de carreira, sobretudo de perder o que já conquistou. “Pessoas que vão de acordo com a maré e não se posicionam podem sobreviver ao mundo corporativo porque não se compromete mas tendem a ser colocadas de lado  em uma promoção porque também não aparecem”.

2 Não controlar o temperamento

Geralmente as pessoas de alto potencial mostram paixão no trabalho. Isso é ótimo e encurta o caminho até o sucesso. Mas, atenção à intensidade.

“Pessoas muito intensas têm esse lado mais explosivo e sofrem altos e baixos”. Ou seja, é aquele tipo de pessoa que em um minuto está empolgadíssima e no outro parece um vulcão em erupção.

3 Ser autocrítica demais

Oposta à arrogância, a autocrítica também pode ser grande vilã se exacerbada Na dose certa é importante para tornar o profissional mais preparado e produtivo, mas em excesso prejudica, e muito. “Trava a pessoa a ponto de ela não conseguir se desenvolver”.

4 Ingenuidade

É certo que um profissional que se destaca pelo potencial que apresenta ganha a atenção de colegas. E, no mundo corporativo, ser o centro das atenções nem sempre traz só vantagens. “Quando entra na corrida de carreira e passa a virar o foco, a ingenuidade atrapalha”. É que os ingênuos não mantêm radar ligado para as puxadas de tapete que podem vir a sofrer. Por isso, um pouco de desconfiança vai bem, nesses casos.

5 Arrogância

Recente pesquisa feita pelo Ateliê RH, com 200 executivos e profissionais de média gerência, identificou que a arrogância é o pior dos mundos para uma pessoa com grande potencial de carreira.

“Se por um lado é bom ter ambição de carreira, o risco para um profissional de alto potencial é assumir uma atitude arrogante e menosprezar a necessidade de desenvolvimento”.

Achando- se o melhor e o mais preparado funcionário do escritório, a pessoa não evolui porque não enxerga suas deficiências. Falta-lhe um aspecto essencial para as pessoas de sucesso: autoconhecimento estratégico. “E então este profissional não se desenvolve porque fica deitado em berço esplêndido”.

 Não preciso lembrar que nossa carreira somos nós!

Nós superamos obstáculos e desafios e, sobretudo, estamos constantemente nos auto-superando. Esquecer isso equivale a se esconder, a se tornar low profile (baixo perfil) e, com isso, minar as suas reais possibilidades de crescimento.

Em seu plano de carreira, considere o que você pretende realizar nos próximos cinco anos em termos de:

1)     Produtividade, trabalho prazeroso.

2)     Máximo desenvolvimento das suas habilidades e competências.

3)     Equilíbrio emocional compartilhado (amor, família).

 Cada um destes itens vai apresentar a você a alguns desafios.

Lembre-se, tudo que você não administra na sua vida, controla você. Se em seu plano de carreira você pensar mais na carreira que em “você na carreira”, poderá perder-se em um doloroso labirinto.

2 Comentários

  1. uma dica simples e eficaz. parabéns ótima materia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>